Bares e restaurantes querem descontos na água, luz e impostos durante epidemia

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (ABRABAR) quer descontos ou subsídios nas contas de água, luz e impostos enquanto o setor de gastronomia e entretenimento estiver sofrendo com a epidemia do Coronavírus. O presidente da ABRABAR, Fábio Aguayo, estima que o movimento caiu de 70 a 80% depois do decreto do governador Ratinho Junior que colocou restrições a aglomeração de pessoas.

O representante da categoria dá como exemplo o “TAJ”, tradicional bar japonês de Curitiba. O local é famoso por ter um dos happy hours mais movimentados da capital às segundas-feiras, com uma circulação média de mil clientes. Ontem apenas 200 foram ao estabelecimento. “Vamos ter que viver que nem mascate, viver por etapas, vendendo aos poucos, para poder sobreviver”, reclama o representante da categoria.

Aguayo já recebeu apoio do presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná, Fernando Francischini, que prometeu apresentar projetos de lei para tentar auxiliar a categoria. O empresário também já tem reunião marcada com com o secretário Chefe da Casa Civil, Guto Silva, para pedir que o Governo do Estado encampe a ideia.

Bitnami